Alagoas vive uma violência desenfreada



Na Líbia, Kadafi manda matar o povo que é contra o seu governo, no Japão, o país do sol nascente, depois de terremoto e tsunami, O medo apavora a população de viver uma contaminação nuclear.
Em alagoas, o sofrimento não é diferente, a catástrofe aqui, é a violência! Este tema não é novidade neste espaço, bem como, a triste realidade que vive o povo alagoano com este fenômeno social. Todos os níveis e índices foram quebrados e conseqüências gravíssimas levaram o estado a ser o mais violento do País. O problema se torna mais grave a cada dia e a população continua a mercê da desenfreada violência.
A barbárie pode ser vista e narrada no meio da rua – é assalto, assassinato, roubo, estupro e tiroteio, comunidades de baixa renda é quem mais sofre com a insegurança, na capital e interior. Recentemente, o Ministério da Justiça realizou uma pesquisa sobre o mapa da violência nos municípios brasileiros e nos revelou um dado alarmante. Alagoas saiu da posição de 13ª para 1ª na lista dos estados mais violentos do Brasil.
Em 2010 foram mais de 2.200 assassinatos, gerando uma média de 190 mortes por mês. A cada grupo de cem mil habitantes, acontecem 73,3 mortes, marca única do estado, nunca visto no restante do país – é como um caminhão ladeira a baixo, desgovernado e sem freio.
A situação é de total descontrole, a maioria dos crimes não são investigados pela polícia, sem perspectivas, jovens são cada vez mais assassinados. O estado padece de uma política de segurança capaz de garantir a integridade de seu povo, além, da melhora urgente que necessita ter na saúde, educação e moradia. Geração de renda para toda a população bem como uma qualificação decente para os agentes públicos.
Infelizmente, o que vemos, além de ações paliativas, são propagandas e discurso de políticos e governo, onde a imagem representa um enlevar de si mesmo, diferente da realidade vivida por homens, mulheres, jovens e idosos.
A sociedade precisa aumentar sua capacidade de organização, e conjuntamente com instituições representativas do anseio popular, discutir e propor ações concretas e duradouras para as causas centrais da violência. Forçar o governo a acabar com suas vicissitudes e por fim, melhorar de fato, a estrutura econômica e as políticas públicas, diminuindo os índices de violência e levar o estado para uma verdadeira transformação social.


Josival Oliveira

2 comentários:

gato preto disse...

Feliz pelos diversos atos de coragem concentrados em um só...
Massa é poder fazer das suas ideias e sentimentos, instrumentos de protesto e indignação sem perder a ternura e a preocupação com a hamonia social fundamental para que permanecamos vivos.
Feliz por voçê irmão...
continue...

MARCIO NA HORA disse...

Bom dia caro blogueiro, li atentamente seu relato e realmente a violência em nosso Estado com certeza estar desenfreada. Todos os dias as manchetes nos principais sites do Estado estampam nas páginas principais fatos que infelizmente tornaram-se corriqueiros, ou seja: Mortes e mais mortes. Homicídos e várias tentativas estão cada vez mais comum. Parabéns pelo blog e ressalto o nome do Ditador da Líbia é Kadhafi, favor corrigir e mais uma vez parabéns.

Postar um comentário

Caro leitor você tem neste espaço a oportunidade de expressar sua opnião ou mesmo divergir do autor, para garantir seus comentários é preciso ter uma conta de serviço da google ou outra plataforma, este sistema é uma forma de garantirmos um não constrangimento ou mesmo invasão de "spans" na página. Frote abraço.

Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates